Follow by Email

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Quem poderá ser indisciplinado?

A indisciplina não tem origem definida, portanto acreditamos ser adquirida durante a convivência familiar ou em seletos grupos sociais. A família contribui no comportamento do indivíduo, logo nos primeiros meses de vida, tendo, a mãe ou a babá como a principal construtora desse comportamento.
Nos primeiros dias de vida, o bebê depende totalmente da mãe para se alimentar e outras necessidades básicas, complementares. É o período do aleitamento materno. Os horários da amamentação passam a ser a principal preocupação da mãe - uma amamentação fora de hora, já começa a gerar uma indisciplina no organismo do bebê, que à medida que a idade vai aumentando, o organismo vai ficando mais indisciplinado. A babá, também tem sua parcelo da culpa, pois, para não ouvir o choro do bebê, o alimenta: é chá, água ou leite.
No início da idade escolar, época em que a criança deve iniciar suas atividades disciplinares: hora de dormir, de ir à escola, de brincar e de receber orientações sobre o uso de seu espaço. A criança deve ter liberdade para brincar, saltar, gritar, cantar, correr, sorrir e ser amada para aprender a amar, porém, nem toda hora, será possível praticar algumas dessas ações. Algumas ações indicam indisciplina e algumas tem semelhança com o TDA/H:
* Criança, que não guarda seus brinquedos ao término das brincadeiras;
*  Levantar e não arrumar a cama;
* Não guardar, roupas e calçados, ao chegar em casa;
* Chegar sempre atrasado aos compromissos;
* Deixar as roupas em desalínho, no armário;
* Não guarda livros, ou não os organiza ao terminar a leitura;
* Sempre culpa alguém pela sua falta de organização, pois sempre perde alguma coisa.
A criança hiperativa, geralmente é indisciplinada, porém, a criança indisciplinada não significa ser hiperativa. Os ítens acima, não revelam uma criança indisciplinada ou hiperativa, pois a mesma não tem domínio sobre suas ações, portanto poderá adquirir de um adulto, que o acompanhe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário